Rodrigo Guerini

Dark Souls - Xbox 360 e Playstation 3

Avalie este Post de Blog
0 Comentários
Retirado de SanroJoga

Reza a lenda que quando um imperador romano recebia um triunfo havia um escravo atrás dele lembrando-o que ele era apenas um mortal. Pois bem, Dark Souls é o equivalente moderno deste escravo para qualquer gamer.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_001-550x118.jpg
Visualizações: 1461
Tamanho: 14,0 KB
ID:	4126

Independente de quão bom você tenha sido em God of War no nível último, independente de quantos aliens você triturou em Gears of War, ou quantos pulos precisos em Mario Galaxy. Dark Souls irá lhe relembrar constantemente como você é mortal da maneira mais simples, te matando, muitas vezes, com requintes de crueldade.

E é um dos melhores jogos do ano.

Antes de tudo, este não é uma análise normal. A idéia de se analisar um jogo é testá-lo até a última gota e enfim exprimir sua opinião. Ainda não fiz isso. O motivo? Alguns inimigos fazem questão de se meterem no meu caminho e diminuírem ridiculamente minha vida ao 0% em vários momentos. Portanto, entenda isso como as "primeiras impressões", mesmo que eu já tenha jogado mais de 30 horas.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_002-550x309.jpg
Visualizações: 1001
Tamanho: 51,4 KB
ID:	4127

Olha o churrasquinho...

Dito isso, Dark Souls é um RPG de ação em terceira pessoa. A parte de RPG resume-se mais a interpretação do personagem e a integração ao mundo, já que a história é bastante limitada (inexistente, também seria uma boa palavra). Você passará horas sem ouvir nenhum diálogo e quando este ocorrer é basicamente algum mercador ou ferreiro.

Logo depois da área de tutorial (em que você irá morrer algumas vezes) o seu personagem é lançado num "open world" que grita fantasia-medieval por todos os poros. Apesar desta liberdade, várias áreas só são acessadas após matar algum chefe ou realizando determinado objetivo. Divertido também que o mapa vai se encaixando como se fosse um imenso quebra-cabeça. Várias vezes você encontra caminhos para áreas anteriores do jogo, facilitando a movimentação.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_003-550x309.jpg
Visualizações: 973
Tamanho: 50,3 KB
ID:	4128

Seus filhos? Quem matou eles? Não sei... Não fui eu... Foi ele ali, ó...

A frase atrás da caixa do jogo é "Prepare to Die", (prepare-se para morrer) e isto, sim, acontecerá muitas vezes. A gigantesca maioria destes momentos acontecerá por sua própria culpa, por ter errado um botão ou não ter tido a reação correta na hora certa. Mesmo inimigos comuns podem lhe destruir em dois ou três golpes se você abrir a sua guarda de maneira indevida.

Mas devo dizer que apesar da dificuldade, Dark Souls é muito mais do que isso: "um jogo difícil onde você vai morrer muitas vezes". Talvez a mecânica até fosse diferente se houvesse save points a cada inimigo derrotado como atualmente vemos em diversos jogos. Mesmo assim o sistema de combate, a ambientação soberba, os inimigos prontos a te devorar já seriam motivos suficientes para fazer com que este jogo esteja acima dos demais.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_009-550x309.jpg
Visualizações: 1046
Tamanho: 45,3 KB
ID:	4129

Daileon? Cadê Você?

Irei tratar disso logo mais neste texto, mas como o próprio time de desenvolvedores expalham aos quatro ventos sobre a dificuldade do game, vamos começar por ai.

O jogo funciona com saves em lugares específicos, na forma de fogueiras. Embora não haja missões propriamente ditas (nada de pontos de exclamação na cabeça de NPC's), seu objetivo é ir deste save point até determinado local: um chefe, uma nova área ou uma nova fogueira. Cada momento que você descobre uma nova fogueira é um alívio sem tamanho.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_004-550x309.jpg
Visualizações: 1510
Tamanho: 63,7 KB
ID:	4130

Fila indiana para a morte

O problema que para chegar neste objetivo você terá que atravessar hordas de inimigos. Nem são muitos, 10, 12, 15 são números pequenos se pensarmos em outros jogos. O grande problema é que cada um desses inimigos pode lhe custar a vida, por mais frágil que ele pareça ser. Assim, ao contrário de um God of War em que uma simples caveira é apenas uma simples caveira esperando a sua espada para ser pulverizada, em Dark Souls uma caveira é uma ameaça concreta que deve ser lidada com exatidão para uma vitória perfeita.

Quando você morre (e acredite, isso será constantemente), você perde as "souls". Souls são o dinheiro do jogo e os pontos de experiência. São derrubadas por todos os inimigos e servem, portanto, para você comprar ou melhorar seus equipamentos, aprender magias ou aumentar o nível do seu personagem.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_010-550x309.jpg
Visualizações: 964
Tamanho: 22,0 KB
ID:	4131

Braid 3D

Assim, quando você morre seu primeiro grande desespero é tentar reaver essas souls que ficam exatamente onde você pereceu. O segundo desespero vem em saber que todos os inimigos que estão no meio do caminho (entre a fogueira e as suas souls) renasceram. É como se o jogo te dissesse: "Você conseguiu chegar lá uma vez, então você tem que chegar novamente, você consegue?".

Nosso raciocínio gamístico é de que você deve chegar lá o mais rápido possível, explodindo os inimigos no caminho, afinal já o fizemos antes. E é desta forma principalmente em que você irá sofrer as piores consequências. Lembre-se, cada inimigo é um potencial assassino de sonhos.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_005-550x311.png
Visualizações: 977
Tamanho: 283,5 KB
ID:	4132

Undead... Undead?.... Cadê a 12? Cadê a 12?

Tirando a dificuldade de lado, como já foi dito, o jogo é soberbo. O combate é um pouco diferente do que estamos acostumados, mas são perfeitos e precisos. Os botões L1, R1, L2, R2 no Playstation 3 ou os LB, RB, LT, RT no Xbox 360 são utilizados para o combate e defesa, enquanto os frontais servem para selecionar magias, armas ou utilizar poções de cura.

Os inimigos comuns são muito bem pensados e relativamente diversos. A tática que você usa para derrubar um não irá funcionar exatamente da mesma forma para outros. E os chefões, bem. Batalhas memoráveis sem apelar para "action buttons", o que já é dizer tudo.

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_006-550x309.jpg
Visualizações: 1718
Tamanho: 70,5 KB
ID:	4133

Se ele pudesse falar, a primeira frase seria: "Meu porrete é maior que o seu"

Os personagens que podemos criar também variam bastante, de guerreiros completamente protegidos por armaduras a simples ladrões (ou mesmo peladões... É SÉRIO!), passando por magos e clérigos. O normal deste tipo de jogo. Apesar que a classe serve mais para você direcioná-lo inicialmente, já que nada lhe impede em soltar magias com o seu "knight" de maneira efetiva ou usar um clérigo com uma arma monstruosamente pesada. Depende apenas dos pontos que você coloca e seus itens. O que pode ser bom para quem quiser experimentar variações aumentando o tempo de vida do jogo, pode ser "muito" para aqueles que estão acostumados com o leveling automático do World of Warcraft.

O jogo possui multiplayer, mas ele funciona de maneira um pouco diferente, igual apenas a Demon Souls, o antecessor de Dark. Os jogadores podem deixar mensagens no chão avisando de perigos ou alertando para fraquezas dos inimigos, ou se você for maldoso, deixar mensagem sobre pulos que levam a morte.

Cooperação só existe caso você utilize um item no jogo o que abrirá o seu mundo para que outro jogador entre. Não há muito controle sobre quem vai entrar, portanto não há como jogar com o seu amiguinho. Há também a questão do PVP. Você pode ser invadido, ou invadir o mundo de outra pessoa. Mas, claramente, o jogo não tem o foco neste aspecto. (Em tempo, o jogo só funciona online).

Clique na imagem para versão maior

Nome:	 dark_souls_007-550x309.jpg
Visualizações: 920
Tamanho: 53,7 KB
ID:	4134

Pikachu, I Choose you!

Tenho apenas duas únicas reclamações quanto ao jogo. Primeiro é quanto a liberdade que o jogo dá. Não sou exatamente fãs de mundos open-world, gosto do "trilho" dos jogos antigos. Embora exista um caminho "lógico" a se seguir após concluir o objetivo de uma área ele nem sempre é claro. Assim acabou me forçando a seguir um walkthrough, não para aprender a matar chefes ou passar de áreas difíceis, mas para saber se eu estava indo para o lugar certo.

Um segundo problema é mínimo, gráfico. O jogo é absolutamente maravilhoso em todos os aspectos técnicos, embora não chegue a uma beleza de Uncharted, impressiona muito. Mas devido a física implementada nos inimigos (que reagem como se fossem corpos normais), quando mortos viram como bonecas de pano, os famosos ragdolls. Se isto não atrapalha em absolutamente nada a jogatina, é estranho ver aquele monstro de pedra de 3 metros, quando morto ser jogado pelas suas pernas como se fosse pena. É irrelevante, mas quebra o clima algumas vezes.

Ah sim, o jogo realmente sofre com slowdowns em determinados pontos (principalmente quando magias estão sendo utilizadas), mas isso é mais uma demonstração da velhice de nossa geração atual de videogames do que uma falha do jogo. A beleza (e os slowdowns) estão idênticos tanto na versão de Playstation 3, quanto no Xbox 360. Portanto, se você tiver as duas opções, vá naquela que você se sentir mais confortável.

Por fim, devo dizer que eu virei um gamer bastante preguiçoso. Com poucas exceções um jogo em que eu me sinto travado eu desisto no próximo momento para nunca mais olhá-lo. Já morri centenas de vezes em Dark Souls e a única coisa que eu consigo pensar em fazer após 4, 5 horas de jogatina é pensar... "Quando é que eu vou conseguir jogar de novo?". Pode ser clichê. Mas é verdade.

Dark Souls é para PS3 e Xbox 360.

Retirado de SanroJoga. Visite
0 Verdinhas, 0 Informação a verificar

Enviar "Dark Souls - Xbox 360 e Playstation 3" para Facebook Enviar "Dark Souls - Xbox 360 e Playstation 3" para Twitter Enviar "Dark Souls - Xbox 360 e Playstation 3" para Google Enviar "Dark Souls - Xbox 360 e Playstation 3" para Google+

Assuntos: dark souls
  • Enviar Post de Blog por Email

Comentários