• Evolução via satélite



      Há 54 anos, os russos lançavam ao espaço um de seus projetos mais ambiciosos. Naquele dia 04 de outubro de 1957, o Sputnik I, o primeiro satélite desenvolvido por seres humanos começava a orbitar a Terra.

      Mas os soviéticos não sabiam que sua tecnologia sobreviveria à corrida armamentista, à Guerra Fria e a queda do socialismo, tornando-se um instrumento de comunicação importantíssimo para a globalização e, pasmém, para o capitalismo.

      Os satélites possibilitaram o aumento da velocidade e da quantidade das informações transmitidas pelo planeta. A rapidez auxiliou geocientistas a descobrirem mais sobre nosso mundo e posibilitou um grande avanço das telecomunicações.

      Do beep ao GPS


      A função do Sputnik pareceria até coisa de amador: transmitir sinais beep de rádio para um receptor. É incrível imaginar que, em menos de 60 anos, os satélites se tornaram essenciais no nosso dia-a-dia. Seja transmitindo meteorológicos, enviando sinais de televisão e até permitindo o acesso à internet.

      Inclusive, os satélites podem salvar vidas, fornecendo informações precisas de localização para um GPS.

      Com informações do How Stuff Works e Wikipédia
      Este artigo foi publicado originalmente no tópico do fórum: Evolução via satélite iniciado por Letters Mensagem original
      Comentários 4 Comentários
      1. Avatar de Diego - Evil
        Isso mostra como seria imprtante para nós Brasileiros lançarmos nossos proprios satélites e naõ mais dependermos de outros.
        Inclusive seriamos referência na américa latina caso isso venha a acontecer.

        Outros países passariam a ser "clientes" nossos e não mais de outra nação.

        PS: Ô planetinha lindo esse nosso. Click here to enlarge
      BEST_ANSWER_PLACEHOLDER
      1. Avatar de Matheusoc
        Click here to enlarge Citando Diego - Evil Click here to enlarge
        Isso mostra como seria imprtante para nós Brasileiros lançarmos nossos proprios satélites e naõ mais dependermos de outros.
        Inclusive seriamos referência na américa latina caso isso venha a acontecer.

        Outros países passariam a ser "clientes" nossos e não mais de outra nação.

        PS: Ô planetinha lindo esse nosso. Click here to enlarge
        tem empresa privada nos EUA que cobra 250 mil dolares pra lançar satelite pequeno, e garanto que tem russo q faz por menos

        vc acha que vale apena investir bilhoes pra reinventar a roda ? eu não
      1. Avatar de #Stifler
        Como ocorre um lançamento de um setelite?
      1. Avatar de fmenah
        Click here to enlarge Citando #Stifler Click here to enlarge
        Como ocorre um lançamento de um setelite?
        Cada país tem um certo número de satélites que pode colocar em órbita, varia em função da área e da influência que esse país tem.

        Daí esse país pode lançar um satélite ou vender a posição para uma empresa privada.

        Definido isso ele pode desenvolver ou comprar um satélite pronto, mesma coisa com o veículo lançador.

        Acertado o lançamento se tudo correr bem terá mais um satélite orbitando a Terra, tem o tipo geoestacionário aonde eles mantém uma mesma posição (a enorme maioria) ou ele pode ficar circundando o planeta.

        Depois é só ficar controlando posição e altitude e usá-lo até o fim da sua vida útil para os mais diversos fins, de comunicação à espionagem, passando por metereologia e análise das mais variadas.
      Para comentar por favor registre-se.